Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

desde 1979

Um blog pessoal sobre várias visões: comida, cinema, música, alguma cultura, política e o dia-a-dia.

desde 1979

Um blog pessoal sobre várias visões: comida, cinema, música, alguma cultura, política e o dia-a-dia.

Feliz Natal

por Luís Veríssimo, em 24.12.15

Foto e grafismo por mim.

christmas wish list 2015

por Luís Veríssimo, em 23.12.15

Na verdade não ligo muito a presentes de Natal. Claro que gosto de receber presentes, mas se forem numa altura em que não estou à espera sabem-me melhor. Muitas vezes fico mais feliz por receber um postal de alguém que tenha ido viajar que propriamente um presente. Não estou a dizer isto apenas porque fica bem. É por isso que sou fácil de contentar e devo ser dos poucos que gosta de receber roupa pelo Natal. Como normalmente não peço nada o papi e a avó oferecem-me uma notinha. Mas, inspirado por um certo post, resolvi fazer uma christmas wish list. Não peço muita coisa e até sei que debaixo da árvore de Natal já lá estão um ou dois destes "desejos". Eis a lista:

whishlist.png

1 - Moulinex Cuisine Companion: Agora, mais do que nunca, as minhas aventuras culinárias estão a progredir a um ritmo avassalador e, por vezes, dou por mim a sentir a falta de um robot de cozinha que seja também um processador de alimentos e que cozinhe. Não quero uma Bimby, prefiro um robot mais modesto e bem mais barato. No KuantoKusta os preços variam entre os 459€ e os 799€.

2 - Camisola Sport Purificación García: Sou um cliente habitual desta marca espanhola. Os padrões rectilíneos e as cores são a minha cara. Apenas compro as suas coisas quando estão em saldos ou em stock off ou no outlet do Freeport, visto que os preços são proibitivos. Este singelo pulôver custa apenas 89€.

3 - "O Coro dos Defuntos" de António Tavares, Leya: Se não me falha a memória acho que já li todos os prémios Leya, este é o deste ano. Estou um nadinha curioso com este livro, visto passar-se no mundo rural português desde 1968 e 1974. E desde o ano passado que a editora publica o livro mesmo a tempo do Natal, fazem muito bem. 12,95€, muito mais em conta que os presentes acima.

4 - T-shirt Éder Oliveira, Serralves: Gosto de t-shirts. E gosto delas especialmente com padrões e motivos e que digam alguma coisa. Há uns fins-de-semana fui ao Porto e dei um pulinho a Serralves e estava patente a  maravilhosa exposição "Como (…) coisas que não existem – uma exposição a partir da 31.ª Bienal de São Paulo". Uma das obras expostas logo à entrada eram duas caras vermelhas absolutamente estonteantes. Depois, na loja, encontrei as ditas caras vermelhas estampadas na frente e no verso de uma t-shirt que era mesmo a minha cara. 17,90€.

2,4 mil milhões...

por Luís Veríssimo, em 21.12.15

... de euros... este é o número do dia. É o jackpot do Euromilhões e saiu ao estado e ao povo português. Salvar um banco e os seus depósitos (e depositantes) custa dinheiro, muito dinheiro, e 2,4 mil milhões de euros é muito dinheiro e é quanto vai custar "salvar" o Banif... mas não se enganem, o banco faliu. Sim, isto é, tecnicamente, uma falência. Depois do BPP, do BPN e do BES, agora foi o Banif... já só falta o Montepio falir, pelas minhas contas, deverá falir lá para 2017... Aguardemos pacientemente então.

Feliz Natal

 

Parabéns Mano!

por Luís Veríssimo, em 19.12.15

mano.jpgOntem o mano fez anos, 39. Parabéns mano!

Gosto muito do meu irmão, ele e o meu pai sempre foram modelos masculinos a seguir. Em miúdos eu gostava tanto do meu irmão que queria ser como ele. Ele não gostava nada, nunca gostou. Eu sempre o vi como uma espécie de herói. Nunca existi sem ele. Gostava tanto dele que eu queria ser como ele. Tanto é que me tronava amigo dos seus amigos apenas para estarmos juntos. Eu somente queria a sua aceitação. Ele detestava. Nem sempre nos dêmos bem, aliás eram frequentes as nossas brigas e zangas que deixavam a nossa mãe louca. 

Depois da morte da nossa mãe afastámo-nos, não só geograficamente como afectivamente. Houve até uma fase, já em adultos, em que mal nos víamos e falávamos... Infelizmente, quando precisou de mim eu não soube ser o irmão que ele precisava que fosse... Hoje estamos mais próximos e este ano procurei novamente a sua aceitação...

Parabéns mano!

amantes

por Luís Veríssimo, em 18.12.15

Sempre fui um rapaz dado a ter e a gostar de ter amantes. Na verdade eu gostava era de ser apaparicado. Nem todos os amantes tiveram importância. Alguns foram regulares outros apenas flirts. De uns tornei-me amigo, de outros mero conhecido.

Isto tudo para dizer que esta semana estava eu a fazer uma limpeza nas mensagens privadas do Facebook e encontro por lá perdidas duas de um antigo amante, eram de Abril de 2014... Respondi-lhe. Respondeu-me de volta. Ele lá está na vida dele.

Fomos amantes há uns bons anos atrás. Recordo-me perfeitamente dele e dos momentos tórridos. É divertido recordar esses momentos. E é igualmente bom quando alguém se recorda de nós com carinho...

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D

Favoritos